Português (pt-PT)English (United Kingdom)

ERASMUS Intensive Programme – Play, Toys and Culture

photo

Pelo segundo ano consecutivo, entre 30 de março e 12 de abril, a ESEF, enquanto Escola coordenadora, recebe 19 alunos e 11 professores estrangeiros (oriundos da Universidade de Marmara –  Turquia, Universidade de Córdoba – Espanha, Universidade Aurel Vlaicu Arad – Roménia e Universidade de Liepajas – Letónia), a juntar aos alunos e professores locais, no âmbito de um Programa Intensivo subordinado ao tema «Play, Toys and Culture», um projeto de investigação aprovado em 1º lugar a nível nacional, sendo por isso um dos 7 programas na área da educação inteiramente financiados pela Comissão Europeia.


Com base numa abordagem de aprendizagem ativa, que contempla seminários e palestras, seguidas de discussão, debates, trabalhos de grupo, visitas de estudo, workshops e organização de uma exposição, durante a primeira semana, além de assistirem a aulas temáticas lecionadas pelos professores do projeto, os alunos terão oportunidade de visitar os Museus do Brinquedo de Ponte de Lima e de Sintra. A segunda semana será dedicada a atividades mais práticas, incluindo a construção e adaptação de brinquedos e jogos tradicionais. O IP termina como a exposição dos trabalhos realizados, aberta a toda a comunidade com interesse pela construção do conhecimento e discussão sobre teorias de jogo e  sobre a história dos brinquedos e o seu papel dentro de pedagogia da infância.
Em setembro, numa das universidades participantes neste programa, será organizado um congresso internacional que encerrará este projeto vocacionado para a problematização das teorias do jogo na infância, enquanto ferramente pedagógica que auxilia as crianças,  incluindo aquelas que apresentam alguma forma de deficiência, a socializar, correr, investigar o seu ambiente ou criar novas palavras. Sendo  consensual entre a comunidade educativa internacional que as crianças no presente passam muito mais tempo a ser instruídas, quer em alfabetização quer em matemática, do que em momentos de brincadeira e exploração que fomentem o exercício corporal e estimulem a imaginação, pretende-se estudar e organizar materiais pedagógicos que proponham o jogo tradicional e os brinquedos como meio eficaz para apoiar todos os domínios do desenvolvimento e promover a aprendizagem em todas as áreas curriculares. Pretende-se, em última instância, a criação de um ensino multicultural alicerçado no desenvolvimento de uma rede europeia destinada a sensibilizar os professores, pais, profissionais da educação de infância, e outros, para serem defensores do direito das crianças de brincar e aprender através da brincadeira. que tem sido um sucesso.